Você já deve saber que todo empreendimento precisa ter uma identidade visual para garantir atração e fortalecimento de uma marca. A mesma coisa deve ser pensada para a identidade sonora.

Essa característica diz respeito ao efeito que o som pode trazer para o marketing da loja e, consequentemente, para a decisão de compra do consumidor.

Esse efeito se justifica pelo fato de que o som, quando aliado a outras experiências sensoriais da marca, como a visual, pode ser um facilitador do processo cognitivo. Ele ajuda a associar a memória visual à memória sonora, fazendo com que o cliente goste mais de uma marca ou produto.

Quer saber mais sobre esse assunto? Acompanhe este texto e conheça os principais aspectos que a identidade sonora pode influenciar na sua loja. Confira!

Percepção emocional

Provavelmente você já deve ter chorado ao som de uma música que lembra um momento importante da sua vida. Ou ter espantado o mau humor ao ouvir uma playlist de um filme alegre e divertido que você gosta. Essas sensações ocorrem por causa da percepção emocional que a identidade sonora oferece.

Tanto filmes quanto comerciais de TV aproveitam dessa característica para vincularem emoções às suas marcas. Por isso, a identidade sonora de uma loja deve refletir a personalidade da marca, bem como o que ela deseja transmitir ao seu público.

O ideal é que o cliente consiga fazer prontamente a associação, assim que entra no ponto de venda.

Influência sobre o comportamento do consumidor

Com a música, o tempo passa diferente. Essa é uma constatação que cientistas fizeram ao avaliar os efeitos da música no nosso cérebro. Eles perceberam que a música serve para desviar a concentração.

Isso acontece porque o cérebro humano possui uma capacidade limitada de recebimento de informações, fazendo que a gente preste mais atenção à música.

Sendo assim, quando uma loja tem identidade sonora, o consumidor que visita o estabelecimento se sente menos apressado durante a compra.

Os clientes andam mais devagar, passam mais tempo olhando vitrines e produtos, “aproveitam” mais o ambiente da loja e, por consequência, acabam por consumir mais.

Ambientação

O aspecto visual e até mesmo o cheiro de uma loja são elementos importante para atrair a clientela. Mas esses não são os únicos. A música que toca na sua loja, que ajuda a compor a identidade sonora da sua marca, também tem grande influência.

Ela auxilia no processo de ambientação da sua loja. Ou seja, é uma maneira de deixar o local mais harmonioso, passar a sensação de conforto e bem-estar. Esses aspectos podem aumentar consideravelmente as vendas da loja.

Atribuição de identidade ao produto

Quem trabalha com produtos diversificados e com lançamentos periódicos deve investir em uma programação musical específica. Isso porque a música vai contribuir para delimitação da característica daquele produto.

Por exemplo, se você vai oferecer produtos ultramodernos e tecnológicos, é interessante colocar para tocar uma trilha sonora mais dançante.

Por esse motivo que geralmente as lojas de eletrodomésticos tocam gêneros como rock e pop ao invés de música clássica. Esses detalhes trazem e até reforçam elementos mais interessantes para o produto.

Aproximação do público-alvo

Tocar qualquer música para qualquer público é um erro gravíssimo. Isso porque o consumidor precisa ser tratado de forma mais personalizada. Assim como você escolhe um estilo de roupa para determinada faixa etária, deve definir um tipo de música para cada público-alvo.

O efeito disso pode aproximar a sua loja do público ao qual ela se destina a vender. Por exemplo, uma loja que tem consumidores mais jovens deve investir em trilha sonora que essas pessoas escutam. Não adianta atender o gosto do dono da loja. O cliente que deve ser o foco.

Essas foram algumas informações sobre identidade sonora. Agora que você conhece esses detalhes, é preciso saber como montar uma sonorização de ambiente perfeita para sua loja.

Usar caixas de som com menos potência e evitar construir ambientes quadrados estão entre as principais etapas para criar um projeto de sonorização adequado.

Ainda falando sobre identidade sonora, você, por acaso, sabe a diferença entre sound branding e music branding? Tire suas dúvidas lendo este texto!